Doze meses sem PA 24h: Sindiserv realiza ato público em defesa da Saúde

Até agora, estima-se que mais de 150 mil atendimentos deixaram de ser prestados para a população com o fechamento do PA 24h em outubro de 2018

O Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (SINDISERV) realizará nesta quinta-feira, 17 de outubro, ações relembrando o esforço da entidade para manter o funcionamento do Pronto Atendimento 24h (PA 24h). Durante todo o dia, equipes do Sindiserv entregarão materiais explicativos nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Na parte da manhã, às 8h30, a direção do Sindicato ocupará um espaço na Tribuna Livre durante a sessão da Câmara de Vereadores alertando sobre o desmonte dos serviços. As atividades culminarão com um ato público que será realizado às 17h30, na praça Dante Alighieri.

A dificuldade de diálogo e as portas fechadas para a saúde também estarão em evidência com a veiculação de VTs na RBSTV, nos programas Bom Dia Rio Grande, Bom dia Brasil, Jornal Nacional e Mais Você.

Sindiserv alertou!

Em 2018, prestes a fechar as portas do Pronto Atendimento 24h (PA 24h), o SINDISERV elencou situações de alerta que precediam o caos da saúde:

–  falta de profissionais na rede municipal de saúde, com o aumento desproporcional de exonerações e aposentadoria motivados por perseguições e assédio contra os servidores com a intenção de forçar terceirizações dos serviços de saúde do Município.

Caxias do Sul possui um déficit de aproximadamente 150 leitos, a informação é da própria Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Diante deste cenário,  31 leitos a menos com o fechamento do PA 24h. A UPA Zona Norte mostrou-se incapaz de absorver a demanda.

– A atual administração ignora o Legislativo e o próprio Conselho Municipal de Saúde (CMS). As ações são tomadas sem diálogo e detalhamento para a população. O objetivo é entregar o dinheiro público para iniciativa privada, que lucrará economizando no atendimento da população.

– O plano de contingência prevê atendimento nas UBSs, porém, sem que estas tenham estrutura física para receber as demandas de novos servidores.

–  O fluxo do Plano de Contingência para receber a demanda do PA 24h foi pactuado apenas com um hospital, que já atua no limite da sua capacidade.

– O fechamento dos serviços como o CEREST/SERRA (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador) acarreta prejuízos para a população, principalmente para os trabalhadores da região, considerando que Caxias é o município de referência para 49 cidades que compõe a 5ª Coordenadoria Regional de Saúde.

 

X