Sindiserv expõe para a SMED as preocupações com o início do ano letivo e outras demandas da categoria

O primeiro encontro da diretoria do Sindiserv com a atual gestão da SMED (Secretaria Municipal da Educação) foi marcado pela preocupação com a pandemia

A presidente Silvana Piroli e os diretores de Comunicação, Alvoni dos Passos, de Educação, Olga de Campos Neri, de Formação, Cristiano Cardoso de Almeida e o suplente de direção, Jorge Luís Dutra, visitaram e saudaram a secretária Sandra Negrini e a diretora administrativa Sandra Kuhn, nesta manhã de quinta-feira (14/01).

Questionada pelo Sindiserv sobre o reinício das aulas, Sandra Negrini afirmou que há insegurança em relação à retomada do ensino presencial, sendo que a viabilização de acesso à internet ainda não está solucionada por problemas com a licitação. Assim, a possibilidade mais concreta é a manutenção do modelo de estudos monitorados a distância, priorizando a educação presencial para aqueles estudantes que tiveram muita dificuldade para acompanhar esse formato, conforme avaliação da secretaria no final de 2020.

Silvana Piroli destacou a necessidade de ações contínuas via COE (Centro de Operações de Emergência em Saúde Municipal) para garantir a saúde na reabertura das escolas. “O retorno às aulas presenciais precisa estar acompanhado de segurança sanitária, fornecimento de equipamentos de proteção individual, além de condições tecnológicas e acesso à internet. Precisamos garantir que a vacina chegue logo aos profissionais da educação”, alertou.

Avanços na estrutura

No que se refere ao funcionamento da estrutura da rede municipal de ensino, Sandra Negrini entende que há necessidade de “projetos customizados” respeitando as diferentes realidades das escolas. Para Silvana, é preciso cuidado ao tratar o tema, buscando equidade, além da “sustentabilidade das escolas com melhor uso da capacidade instalada”, principalmente no que se refere às vagas de estudantes entre 4 e 5 anos. Outra questão discutida foi a necessidade de sistematização dos processos envolvendo as secretarias de escolas, com informatização em rede. Conforme a secretária, tais mudanças serão realizadas a partir de um estudo das escolas e suas estruturas.

Educação e tecnologia

Para os presentes ficou clara a premência de se trabalhar na rede municipal todo um processo de uso das tecnologias sem haver uma dependência apenas dos laboratórios de informática, isso exige estabelecer um planejamento contínuo de ações que qualifiquem ainda mais o quadro funcional. Silvana Piroli sugeriu a realização de cursos online visando o aprimoramento dos professores no uso das tecnologias.

Pleitos da categoria 

A comitiva de representantes do Sindiserv apresentou um conjunto de preocupações e demandas da categoria, como o acesso à vacinação, treinamento dos protocolos sanitários, formação pedagógica para o início do ensino híbrido, construção conjunta do Seminário de Educação do Sindiserv, regulamentação do continuum. Também fizeram parte do diálogo com a equipe da SMED as questões de nomeações, flexibilização de horário devido à pandemia, sobrecarga de trabalho, problemas no pagamento de CAJs em 2020 e formação da comissão eleitoral para a eleição de diretores. Como principal encaminhamento, foi definido constante comunicação entre o Sindiserv e a Secretaria para que haja um retorno dos pontos discutidos.

 

X