Sindiserv verifica medidas protetivas contra o Covid-19 na SMED

Como prática recorrente, o Sindiserv, após ser informado sobre o surto de contaminação na Secretaria Municipal de Educação (SMED), quando cinco servidores testaram positivo para o novo coronavírus (Covid-19),  esteve no local para verificar as condições para o retorno ao trabalho, na próxima segunda-feira (14), dependendo do resultado dos exames coletados esta semana entre os contactantes.

O Sindicato esteve representado pelo vice-presidente, Rui Miguel da Silva e o diretor de relações com o trabalho, Diames Rogério de Souza. A visita foi conduzida pela titular da SMED, Flávia Vergani  e também com a presença do integrante do Serviço Especializado de Engenharia, Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), Giovani Vanin.  “Realizamos uma vistoria em todos os setores do prédio e verificamos que estão sendo seguidos os protocolos de segurança como aferição de temperatura, disposição de álcool em gel e sanitização dos calçados com radiação ultravioleta, na entrada e as salas nas quais os servidores contaminados estavam atuando com isolamento de acesso. Nosso objetivo é garantir a segurança dos servidores que atuam no local”, destaca Rui Miguel.

Após verificar as condições de trabalho na SMED, os representantes do Sindiserv foram até o prédio da Central de Vagas, localizado na Av. Júlio de Castilhos, 2555. Lá, constataram que o local está praticamente insalubre para o desenvolvimento de atividades. “Desde a forração até o mobiliário, tudo está fora do recomendado. Iniciamos um levantamento das condições que devem ser finalizadas na próxima semana e se necessário iremos solicitar a interdição do local”, critica.

O Sindiserv quando informado de casos entre os servidores, realiza contato telefônico e acompanha a aplicação dos protocolos e testagens. “É de extrema importância que o Sindicato seja comunicado pelos servidores sempre que houver contaminação para que possamos apurar e tomar as ações necessárias, destaca Souza.

A presidente, Silvana Piroli, reforça que, neste momento, preservar as vidas é o mais importante. Lembrando que os canais de comunicação com o Sindiserv são o telefone 3228.1160 e whatsapp 981090145.

X