Servidores municipais mostram sua força em ato contra a reforma administrativa (PEC 32/2020)

Servidores municipais de Caxias do Sul protagonizaram um ato histórico nesta quarta-feira (18/09), Dia Nacional de Lutas – Greve geral do setor público contra a PEC 32/2020, também chamada de reforma administrativa. Os atos realizados na parte da manhã e da tarde reuniram centenas de trabalhadores da rede municipal em frente ao centro administrativo municipal e, na parte da tarde contou com uma caminhada até a praça Dante Alighieri. As atividades ocorreram em todo o Brasil,  com uma forte mobilização da categoria nas ruas e nas redes sociais, em defesa de um serviço público de qualidade, esteve durante toda esta quarta-feira, entre os top trends do Twitter no Brasil.

Visitas aos postos de trabalho

Antes mesmo das 7h, diretores do Sindiserv realizaram visitas em diversos locais de trabalho, enfatizando a necessidade de atuar também na conscientização da comunidade sobre as armadilhas da reforma administrativa que prevê o fim dos serviços públicos, a precarização e terceirização dos serviços, dentre outras.

Abraço

O dia amanheceu com mau tempo, apesar da chuva e vento, os servidores compareceram ao ato às 10h, em frente ao centro administrativo municipal. Após as falas de servidores, a presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, convidou os participantes a realizarem um abraço simbólico ao prédio da Prefeitura, lembrando a dedicação dos trabalhadores concursados às suas atividades e a necessidade de valorização da categoria.

Painéis, cartazes e faixas

A manifestação dos servidores dos mais diversos setores, lembrou a precarização e a indignação com a falta de reconhecimento. A criatividade dos servidores pôde ser observada pelos cartazes, faixas, além de dois painéis lembrando que, muito além da defesa da estabilidade dos servidores, que comprovadamente evita a possibilidade de corrupção como em casos, por exemplo, da compra da vacina Covaxin, em que um servidor público denunciou a tentativa de falcatrua por parte de membros do governo Bolsonaro, que atuavam no Ministério da Saúde, a luta também é em defesa dos empregos, contra as privatizações e demais pautas dos trabalhadores de todas as categorias.

Representantes da categoria

Servidores das áreas de saúde, educação, segurança, assistência e saneamento proferiram suas falas sobre o caminhão de som. Os destaques foram para as reformas realizadas nos últimos anos, como a trabalhista e previdenciária que em nada contribuíram para melhorar as vidas dos trabalhadores e, ao contrário, extinguiram direitos e precarizaram as relações de trabalho.

Caminhada

As imagens mostram a grandiosidade da adesão. A caminhada dos trabalhadores do serviço público saiu da frente do paço municipal em direção à Praça Dante Alighieri por volta das 16h, com o apoio dos servidores da fiscalização de trânsito. Na praça, representantes dos movimentos sociais e dos trabalhadores realizaram suas falas em repúdio à PEC 32/2020 e em apoio ao serviço público, além dos vereadores Lucas Caregnatto, Estela Ballardin, Renato Oliveira, os deputados Luciana Genro e Pepe Vargas também realizaram a defesa.

Em defesa

A presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, destacou em sua fala a importância do serviço público. “As pessoas acham que não precisam de nada que é público, porém, por trás da água que sai das torneiras das casas, a fiscalização dos produtos que consome e das  vacinas nos postos de saúde, existe um servidor dedicado e preocupado com a execução do seu serviço”, assinala.

Hino nacional

Tanto no encerramento do ato da manhã, quanto na parte da tarde, o Hino Nacional Brasileiro foi reproduzido e, de forma, respeitosa acompanhado e entoado pelos participantes.

 

 

 

X