Resumo da semana: Confira o que aconteceu no Sindiserv entre os dias 22 e 26 de junho

Os acontecimentos que marcaram a semana entre os dias 22 e 26 de junho no Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv) estiveram ligados à proteção da saúde dos trabalhadores, defesa política da categoria e integração virtual. Se precisar, entre em contato com o Sindiserv, preferencialmente pelos canais digitais (WhatsApp, messenger e direct), além do telefone 3228.1160. O atendimento presencial continua sendo realizado entre segunda e sexta-feira, das 8h30 às 18h, conforme agendamento.  Confira:

– 22 de junho (segunda-feira)

  • Pela manhã, a diretora de comunicação, Claudia Calloni e a presidente, Silvana Piroli, estiveram no centro de materiais da Secretaria Municipal de Educação (SMED) para verificar as condições de trabalho.
  • Na parte da tarde, o diretor financeiro, Marcelo Santos, o vice-presidente, Rui Miguel da Silva e a presidente, Silvana Piroli estiveram reunidos com a titular da Secretaria de Recursos Humanos e Logística, Valéria Wormann, para assinar o termo de convênio entre Sindiserv e prefeitura que garante o retorno do desconto em folha das mensalidades e compras feitas pelos servidores nas redes conveniadas. Durante o encontro, também foi debatida a possibilidade de organização de uma equipe de servidores para atuar no atendimento da UPA Zona Norte.
  • Direção reúne-se pela plataforma Zoom para debater as ações que serão realizadas no decorrer da semana.
  • Sindiserv intensifica ações pela Municipalização da UPA Zona Norte.

– 23 de junho (terça-feira)

  • Sindiserv divulga nota pública defendendo a municipalização da UPA Zona Norte.
  • Presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, envia um vídeo aos associados para explicar as implicações do art. 8º da LC 173/2020.
  • Sindicato disponibiliza dispenser de álcool gel para servidores do SAMAE
  • Diretores intensificam visitas aos postos de trabalho.
  • Sindicato adquire parque infantil e equipamentos de academia para sede campestre.

– 24 de junho (quarta-feira)

  • – Servidores da área da saúde são defendidos pelo Sindiserv em reunião da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, representados pela presidente, Silvana Piroli, vice-presidente, Rui Miguel da Silva e a diretora de saúde, Karina Santos. Do encontro, surgiram novas demandas que continuaram em debate na sede social do Sindiserv, com as representantes da Secretaria Municipal de Saúde. Foram apresentados protocolos para os profissionais da área que podem ser acessados AQUI. 
  • – Entregas de garrafas térmicas nos setores e verificação das condições de trabalho.
  • – Aulas online do Qualivida têm momento lúdico com participantes caracterizados com motivos juninos. Adoramos!

– 25 de junho (quinta-feira)

  • Sindiserv formaliza parceria com Instituto Quindim, confira as vantagens AQUI
  • Entregas de garrafas térmicas nos setores.
  • Montagem de novas cadeiras com apoio lateral (especialmente para cursos e eventos que necessitem de anotações).

– 26 de junho (sexta-feira)

  • – Visitas aos postos de trabalho.
  • – Chá com conversa online. Diretora de comunicação do Sindiserv, Claudia Caloni e a professora de yoga do Sindiserv, Maísa Camelo debatem o tema; “Como a prática do Yoga nos ajuda nesta pandemia!”. Perdeu? Não tem problema, a LIVE pode ser acessada AQUI.

Assédio moral

– Nesta semana, alguns servidores relataram terem sofrido atos de assédio moral. Neste caso, confie no Sindiserv. Sua identidade será preservada.

Assédio moral consiste na exposição dos trabalhadores a situações humilhantes e constrangedoras, geralmente repetitivas e prolongadas, durante o horário de trabalho e no exercício de suas funções, ofendendo assim sua dignidade ou integridade física.

Difamações, abusos verbais, agressões, tratamentos frios e impessoais, perseguições políticas, troca de função, excesso de trabalho e alterações e transferências injustificadas de local de trabalho são exemplos de assédio moral que alguns servidores e empregados públicos sofrem no exercício de suas funções.

Em situações mais extremas, tais abusos ocorrem inclusive nos processos disciplinares instaurados contra os servidores, desrespeitando até mesmo o direito ao contraditório e ampla defesa.

 

Relacionados:

    Nenhum post relacionado.

X