#18M – Dia Nacional de Lutas em defesa do serviço público, educação, direitos, empregos e democracia!

Na quarta-feira (12), representantes de sindicatos e movimento estudantil estiveram reunidos para definir o ato que será realizado em Caxias do Sul, no dia 18 de março. A ação prevê atividades culturais na praça Dante Alighieri a partir das 16h e ato  público às 17h30.

A Jornada de Lutas de 2020, em defesa da democracia, dos direitos, da soberania nacional, do serviço público e de qualidade e pela valorização dos servidores, começou com a mobilização das mulheres no dia 8 e segue com grandes atos convocados pelas centrais sindicais e movimentos sociais para o dia 18 de março, “Dia Nacional de Luta em Defesa do Serviço Público, Estatais, Emprego e Salário, Educação e Democracia.”

Na quarta-feira (12), representantes de sindicatos e movimento estudantil estiveram reunidos para definir o ato que será realizado em Caxias do Sul, no dia 18 de março. A ação prevê atividades culturais na praça Dante Alighieri a partir das 16h e ato público às 17h30.

“Vem aí uma reforma administrativa que pretende transferir os serviços públicos para os privados. O desmonte começou com a precarização dos serviços, corte de recursos e o pior, transformando o servidor público em culpado. Você acha que o professor da escola do seu filho está quebrando o Brasil? Acha que uma empresa privada prestará serviços em áreas em que não vislumbrará lucro?”, destaca a presidente do Sindiserv, Silvana Piroli.

Para tanto, a presidente convoca a categoria para participar. “Os servidores municipais sempre foram grandes lutadores pela democracia, certamente estarão em peso defendendo o direito do povo a ter saúde, educação, segurança, assistência, cultura e lazer. Para isso convocamos todos os setores envolvidos para lutarem pelos direitos que este governo e a maioria do Congresso insiste em tirar.  Lutar pela democracia e lutar pela liberdade, pelo diálogo entre diferentes, pelo respeito à instituições e regras. Ditadura Nunca mais”, reforça Silavana.

A recomendação do Sindiserv é que os servidores(as) vistam suas camisetas, bótons, organizem cartazes e venham para a luta!

FUNDEB prejudicado

A princípio, 18 de março seria um dia de greve da Educação, uma das áreas que mais vêm sendo atacadas pelo governo Bolsonaro. A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convocou a categoria para um dia de luta em defesa da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional nº 15/2015, que institui o novo FUNDEB.

Categorias somam-se ao ato

Mas, depois das declarações de Bolsonaro atacando a democracia e enviando mais Medidas Provisórias (MP) que prejudicam os trabalhadores e trabalhadoras, como a MP 905 que legaliza o trabalho precário e cria até um imposto para os desempregados, e a reforma Administrativa que atingirá de forma brutal as conquistas e os direitos de servidores públicos federais, as mobilizações no dia 18 cresceram e atraíram as demais categorias profissionais.

Jornalistas da Serra repudiam ataques

Os jornalistas da Serra, representados pelo Sindijors estarão presentes, assim como os jornalistas de Brasília, que também realizarão ato neste dia na Esplanada dos Ministérios em defesa do jornalismo e da democracia e em repúdio aos ataques feitos por Bolsonaro à imprensa.

Relacionados:

X