Sindiserv defende aposentadoria dos servidores em audiência na Câmara

A direção do Sindiserv esteve presente na audiência promovida a cada quadrimestre pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Fiscalização e Controle Orçamentário (DEFCO). O encontro, realizado na tarde desta terça-feira (28/05) tem como objetivo tornar claros os investimentos municipais e, com isso, assegurar a saúde financeira.

A atividade iniciou com a apresentação da titular da Secretaria de Gestão e Finanças, Magda Wormann e o resumo de dados sobre o fundo de dados sobre o Fundo de Aposentadoria e Pensão do Servidor (FAPS), por meio do presidente do IPAM, André Francisco Wiethaus. A fala da presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, rebateu o posicionamento que defende o aumento do percentual de contribuição dos servidores para o FAPS. “O Sindiserv aprovou a realização de um censo previdenciário, que auxiliará como ferramenta para mapear as necessidades e percentuais que devem ser provisionados pelo Município que é o garantidor das aposentadorias. Vamos defender sempre os servidores e suas aposentadorias e não é essa despesa que ira inviabilizar a aplicação de recursos em obras públicas, pois o comprometimento do orçamento com a folha está em 44%, abaixo, portanto do limite prudencial que é 51%”, assinala.

Uma forma de garantir a sustentação financeira apontada pela secretária, seria o aumento da arrecadação municipal. “Tenho trocado experiências com outros municípios que aumentaram de 30% para 60% a receita própria. Temos que progredir neste sentido”, salientou. Já o presidente da Câmara de Indústria Comércio e Serviços (CIC), Ivanir Gasperin, criticou o repasse da trimestralidade e sugeriu a busca pelo ganho real. “A recomposição salarial é uma das pautas da Campanha Salarial 2019, pois a trimestralidade é apenas a reposição inflacionária do período”, explica Silvana.

Relacionados:

X