Sindiserv acompanha parecer do projeto de lei que prevê a venda da Farmácia do IPAM

O Sindiserv juntamente com os servidores municipais e os funcionários da farmácia do IPAM estiveram presentes na manhã dessa quinta-feira (01/03), na sessão ordinário da Câmara Municipal, onde foi lido e aprovado pelo vereador Flavio Cassina (PTB) o parecer do projeto 238/2017 que prevê a venda da farmácia do IPAM.

Conforme Cassina, a aprovação não significa que esteja de acordo. “Meu papel aqui é ler e verificar se o projeto está dentro da lei, o que não significa que concorde com o que o mesmo propõe. Na próxima terça-feira (06/03) haverá a apreciação do projeto e aí sim poderemos votar contra ou a favor”, explicou.

O presidente da Câmara, Alberto Meneguzzi (PSB), também subiu à tribuna. Mesmo não tendo poder de voto, por estar ocupando a presidência da Câmara, deixou claro que é totalmente contra a venda da farmácia do IPAM. “Quero expor aqui minha opinião e dizer que a venda da farmácia é um desrespeito para com o servidor público e para com a história dessa cidade.”

A vereadora Denise Pessoa (PT), também se posicionou contra o projeto de lei, e alertou aos colegas para que fiquem atento às manobras do atual governo que vem sucateando a farmácia para poder ter um argumento que justifique sua venda. “Esse projeto de lei é uma teimosia do governo, que já vem desde o início querendo vender a farmácia e graças a mobilização dos trabalhadores, dos servidores e do Sindiserv, conseguiram impedir esse absurdo. Sabemos que essa Casa é comprometida com o povo e não vai deixar passar esse projeto, a farmácia do IPAM é um patrimônio da cidade e pertence aos servidores, aqui a farmácia tem o nosso apoio, mas devemos ficar atento e cobrar uma gestão responsável, que não prejudique a instituição”, complementou Denise.

A apreciação do projeto de lei ocorrerá na sessão ordinária da próxima terça-feira (06/03), e é de extrema importância que todos os servidores e a população em geral que defendem a Farmácia do IPAM estejam presentes na sessão.

X