XXVIII Congresso Nacional das Guardas Municipais incentiva mediação e uso de tecnologia

O Congresso Nacional das Guardas é fruto da integração dos representantes das Guardas com as articulações nacionais e estaduais, para desenvolvimento e o aprimoramento da prestação de serviços à comunidade, disseminando o respeito na atuação e proteção do patrimônio público e das pessoas, atuando dentro de um conceito de Segurança Cidadã. O XXVIII Congresso Nacional das Guardas Municipais acontece até sexta-feira (19/10), em João Pessoa (PB).

Participa do Congresso, o diretor das relações de trabalho do Sindiserv, Diames Rogério de Souza. Segundo ele, a atividade proporciona muitos ganhos em relação às condutas no trabalho e principalmente sobre projetos, métodos, técnicas e novas tecnologias que auxiliam na proteção pública e civil. “Um dos destaques deste ano é a mediação de conflitos como forma de redução da violência das cidades. O relato do coronel Ricardo Prado da Colômbia sobre o importante papel da Guarda no controle da criminalidade ensina o caminho a seguir. Além disso, muita tecnologia empregada hoje em Caxias, é proveniente da troca de informações nos Congressos”, explica Souza.

Durante o evento será produzida uma carta solicitando a inclusão da Guarda Municipal no Sistema Único de Segurança e Pública (SUSP)

O CNGM – Conselho Nacional das Guardas Municipais é a entidade representativa reconhecida pela Lei 13.022/2014, à qual compete a missão de zelar pela valorização profissional dos guardas municipais e das suas respectivas instituições, em prol da sua atuação condigna com os princípios da proteção dos direitos humanos fundamentais, do exercício da cidadania e das liberdades públicas, da preservação da vida humana, da redução do sofrimento, da diminuição das perdas, do patrulhamento preventivo, do compromisso com a evolução social da comunidade e do uso progressivo da força.

X