Vacina, EPI’s e municipalização das UPAs são destaques da primeira reunião entre Sindiserv e SMS

Em reunião na Secretaria Municipal da Saúde (SMS), na tarde desta quarta-feira (20), a direção do Sindiserv, representada pela presidente Silvana Teresa Piroli, o vice-presidente Rui Miguel Borges da Silva, o diretor de comunicação Alvoni dos Passos e a diretora de saúde Maria Lourdes Back de Lima, ao deu as boas-vindas à titular da secretaria, Daniele Meneguzzi e apresentou as principais demandas da categoria.

Também estiveram no encontro o diretor de atenção em saúde, Dino de Lorenzi e a diretora de gestão, trabalho e educação Andressa Gallo.

Principais demandas dos servidores da saúde

Em um clima de diálogo e convergência foram debatidas aspectos da condução de ações em saúde no contexto nacional e estadual e seus reflexos no âmbito municipal. No encontro foi formalizada a entrega de um documento (AQUI) com as principais demandas dos servidores(as) que atuam na área da saúde. “Em mais de duas horas de conversa, pudemos detalhar cada uma das reivindicações. A promessa é que os retornos sejam encaminhados em breve. Uma nova reunião está marcada para a próxima terça-feira (27)”, aponta Maria de Lourdes.

Vacinação para servidores da atenção básica

Uma das grandes preocupações neste momento é a disponibilidade de vacinas para os trabalhadores que atuam na rede básica de saúde. Conforme Danielle, a SMS segue o protocolo federal de vacinação que prevê a imunização dos profissionais que atuam em urgência e emergência (UPAs e Hospitais), sendo que os servidores que atuam na atenção básica de saúde deverão ser vacinados na segunda fase, ainda sem data para início.

Demandas

De modo geral as preocupações com impacto sobre o serviço público voltado para a área da saúde apresentadas para a secretária resumiram-se de modo emergente nos seguintes tópicos: Incentivo aos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate de Endemias; Nomeações para reposição de profissionais; Melhoria no fluxo de envio de materiais para evitar faltas; Logística de Tecnologia de Informação (TI); Substituição de geladeiras para câmaras frias; Vacinação para os profissionais da saúde; Capacitação para vacinação do Covid-19; Municipalização das UPA’s; EPI’s e uniformes; Reforma e construção de UBS’s; Adequação das UBS’s em tempo de pandemia; Solução das faltas injustificadas dos médicos grevistas; Problemas no sistema Sigss – Sistema Integrado de Gestão de Serviços de Saúde; Interligação de prontuários médicos; Segurança nos dados dos profissionais nos prontuários.

 

 

X