Retorno sagaz do Cine Debate neste semestre

Após uma pausa, o Cine Debate retorna à cena neste segundo semestre com duas exibições imperdíveis. No dia 20 de agosto, às 19h, no 5º andar do Sindiserv, o debate acontece em torno do documentário “A revolução não será televisionada“, dirigido e filmado por Kim Bartley e Donnacha O’Briain, apresenta os acontecimentos do golpe contra o governo Hugo Chávez, na Venezuela. A mediação será conduzida pela diretora de formação Roselaine Frigeri com o debatedor Douglas Finger (historiador, mestrando em história da América Contemporânea pela Universidade Central da Venezuela).

Em 10 de outubro, também às 19h, no auditório do Sindiserv, o longa metragem “CHE – O Argentino“, será debatido por Paulo Amaro, que é professor estadual e municipal, historiador com intercâmbio na Universidade do Oriente em Santiago (Cuba). A mediação será feita por Roselaine Frigeri. A película remete à 26 de novembro de 1956. Fidel Castro (Demián Bichir) viaja do México para Cuba com oito rebeldes, entre eles Ernesto “Che” Guevara (Benicio Del Toro) e seu irmão Raul (Rodrigo Santoro). Guevara era um médico argentino, que tinha por objetivo ajudar Castro a derrubar o governo de Fulgêncio Batista. Ao chegar ele logo se integra à guerrilha, participando da luta armada mas também cuidando dos doentes. Aos poucos ele ganha o respeito de seus companheiros, torna-se um dos líderes da revolução que está por vir.

 

Relacionados:

X