#13A movimentou estudantes e trabalhadores contra a política do retrocesso

O Sindiserv participou ativamente do #13A, ato pelos direitos dos trabalhadores, em prol da saúde pública e contra os contingenciamentos na educação, que reuniu mais de uma centena de pessoas na tarde desta terça-feira (13/08).

A atividade iniciou às 10h com manifestações na praça Dante Alighieri e no período da tarde  às 16h, um grupo reuniu-se em frente ao prédio do Postão 24h, realizando uma vigília contra a terceirização da UPA Centro.   Em seguida, os manifestantes foram em caminhada até a Praça Dante Alighieri, somando-se  aos demais integrantes dos movimentos sociais e de trabalhadores e movimentos estudantis.

A presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, destaca que o ataque brutal à educação significa o ataque ao futuro, mas também o presente. “Não aceitamos quando retiram da educação a liberdade de discutir, de poder discordar. Nós estamos muito preocupados com o futuro do país, principalmente no que se refere à terceirização e precarização das áreas importantes como saúde, educação e assistência. Estamos resistindo porque queremos um País diferente, é aqui na nossa cidade que podemos começar a mudança”, propõe Silvana.

A ação também integrou uma mobilização nacional liderada pelas organizações estudantis como a União Caxiense dos Estudantes Secundaristas (Uces). O  presidente da UCES, Gabriel Oliveira de Souza da Silva, salienta que o protesto faz parte de uma luta pelo futuro.

O presidente do Sindicato dos Bancários de Caxias do Sul, Nelson Antônio Bebber,  reitera que a educação é a base de toda a sociedade e que o atual Governo Federal quer enfraquecer todas as políticas sociais. Ele acrescenta que o trabalhador de instituição financeira que tem filhos deseja que os mesmos possam ter acesso a uma educação pública de qualidade.

X