Deliberativo discute pautas de lutas

A reunião do Conselho Deliberativo do Sidiser na manhã desta sexta-feira, 23 de março, teve como assunto principal  a Assembleia da Campanha Salarial 2018, que será realizada no próximo dia 28. Além disso, a contribuição sindical, o reajuste da participação de consulta médica pelo IPAM, as terceirizações, o pagamento de 1/ 3 de férias e as horas extras, além do decreto do Executivo que autoriza servidores a dirigirem carros oficiais, também entraram em discussão.

Assembleia Campanha Salarial 2018

A presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, apresentou os eixos da Campanha Salarial 2018, que estarão direcionados para sanar as divergências geradas pela Lei 409, a necessidade de ganho real, auxílio-alimentação, ampliação das licenças-prêmio e melhores condições de trabalho. A Assembleia acontece no dia 28 de março, quarta-feira, às 18h30 na sede da entidade. “Precisamos obter uma Assembleia com  grande número de servidores, pois só com a representatividade de todos é que poderemos garantir que nossa voz seja ouvida”, pondera Silvana.

Pagamento de 1/3 de férias e horas extras

O Sindiserv participou de uma reunião na tarde de quinta-feira, 22 de março, com as áreas  de recursos humanos, financeira e jurídica da Prefeitura sobre o andamento do pagamento das ações coletivas referentes a 1/3 de Férias e horas extras. O Executivo deverá encaminhar até a próxima semana uma proposta de pagamento. O assunto também deverá ser discutido na Assembléia do dia 28 de março.

Contribuição Sindical

A Contribuição Sindical também foi alvo de debate na reunião. Diante da necessidade de manter a luta da categoria, levando em consideração os desmontes propostos pelo Governo,  foi proposta a  confecções de materiais impressos que expliquem aos servidores onde é empregado o valor da contribuição sindical e quais são os benefícios do Sindicato em momentos onde os direitos são retirados. Um artigo foi distribuído entre os conselheiros sobre o assunto e pode ser acessado aqui.

Reajuste das Consultas Médicas

A diretora de Saúde, Fernanda Borkhardt, repassou a informação apresentada no encontro do Conselho do IPAM, sobre o reajuste da Co-participação nas consultas médicas. Conforme a diretora a sugestão é que o valor praticado seja equivalente ao percentual de repasse inflacionário do período (9,9%), considerando que a taxa de CH (Coeficiente de Honorários Médicos) não sofre reajuste desde 2016.

Combate às terceirizações

Um dos fantasmas da gestão municipal que assombra o serviço público são as terceirizações em atividades-fim. A prática significa reflexos negativos no atendimento à população, retirando o controle de serviços importantes como a saúde e a assistência. Diante disso, o Sindicato passará a articular uma comissão que irá reunir informações e confrontar as ameaças e lutar contra as terceirizações.

Somente motoristas concursados devem dirigir veículos públicos

O decreto que autoriza servidores a guiarem veículos oficiais deverá ser combatido pela categoria. O principal argumento é a configuração do ato como desvio de função, sendo que em caso de acidente toda a culpa do sinistro recairá sobre o servidor.

 

X