Conselho do Magistério reúne com Sindiserv para debater pautas específicas

Os delegados do Conselho do Magistério reuniram-se na tarde dessa terça-feira (20/03), às 14h, no auditório da entidade para discutir as demandas da categoria. “Essa primeira reunião tem como objetivo ouvir as demandas dos e das representantes das escolas, bem como fazer um levantamento de sugestões de temas a serem abordados nas reuniões do ano. É fundamental ouvir as reivindicações  dos professores e professoras para que os assuntos debatidos venham ao encontro das necessidades do magistério,” comenta a  Diretora de Educação, Rita Casiraghi Moschen.

Os delegados sugeriram como pauta a retomada do estudo do plano de carreira, palestras sobre a violência nas escolas e a sobrecarga de trabalho do professor, momentos de formação e discussão sobre o papel do Sindicato.

Como segundo ponto de pauta foi tratado os problemas que as escolas vem enfrentando: a falta de experiência dos monitores e os critérios de seleção em que são submetidos, a carga horária dos professores de Atendimento Educacional Especializado (AEE), e a falta de professores no horário do meio dia nas escolas de turno integral.

Os professores também solicitaram ao Sidiserv que cobrasse da Secretaria Municipal de Educação (SMED) mais visitas para conhecer as realidades e necessidades das escolas.Como encaminhamentos foi definido que será elaborado um ofício para ser entregue à SMED solicitando que tome as providências para resolver essas questões.

A presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, aproveitou para esclarecer sobre a contribuição sindical: “A forma que encontramos de decidir sobre a contribuição sindical foi através da ferramenta legal, que nós como Sindicato usamos para tomar decisões importantes, como o acordo coletivo, trimestralidade e tantas outras ações que fizemos, que é a assembleia”.

Silvana explicou que a assembleia é soberana e que a decisão sobre a contribuição se dará via judicial, já que o governo sinalizou que não fará o desconto. “Não cabe ficarmos discutindo e separando a categoria, é um momento que precisamos estarmos unidos,” reiterou.

 

 

X