Greve dos Médicos: Negociações avançam

Novo encontro deve ocorrer na próxima semana

O encontro da terça-feira, (02/08) entre o prefeito Daniel Guerra (PRB), Sindicato dos Servidores Municipais e a comissão de médicos grevistas foi muito positivo. Os profissionais entregaram a administração a pauta reivindicatória (abaixo) Na próxima semana, as negociações devem avançar.

Para a Presidente do Sindicato Silvana Piroli o primeiro encontro foi positivo porque aproximou as partes na busca de soluções concretas referentes as questões funcionais da categoria e de estrutura dos serviços de saúde, tema esse que tem recebido destaque por parte dos todos os demais profissionais do SUS em função do sucateamento dos serviços e falta de pessoal em diferentes funções. A demanda crescente pelos serviços do SUS tem peocupado muito os conselheiros de saúde do Sindiserv que mensalmente se reunem na entidade.

Todas as questões da pauta foram discutidas e houve um compromisso formal do prefeito em discutir o plano de carreira e a parcela autônoma. Será discutida a legalidade da incorporação desta parcela ou não, bem como o impacto econômico.

Silvana Pirolli, se reuniu com os médicos para esclarecer algumas propostas da categoria (veja abaixo). Ela classifica a reunião como “mais um passo na negociação”:

— Foi muito positivo, é um início muito importante para discutir a saúde pública de Caxias. Não voltamos atrás e continuo afirmando que o Sindiserv luta por todos os servidores, não por uma categoria. Os médicos agora falam na incorporação da parcela autônoma especial (PAE) e uma gratificação, não mais em apenas reajuste de salários. E isso que eles querem, nós já fazemos pelos servidores municipais. Queremos, de imediato, encontrar uma solução para que os médicos voltem ao trabalho.

A PROPOSTA DOS MÉDICOS:

* Redução da carga horária para os servidores médicos: redução de carga horária de 20h para 12h (com perda do Pae e manutenção da gratificação) e de 33h para 20h (com manutenção da Pae e gratificação);

* Compensação das consultas perdidas com a reposição dos valores descontados da folha salarial dos grevistas, bem como o pagamento integral dos salários anteriores à greve, referente ao período em que havia somente o registro do ponto na entrada e atendimentos por cotas.

* A proposta também cita as questões salariais reivindicadas pelos médicos, que hoje recebem salário mensal correspondente as cargas horárias semanais de 12h, 20h ou 33h. Os profissionais pedem a incorporação da parcela autônoma especial (PAE), uma gratificação até que seja elaborado um plano de carreira específico para a categoria, além do salário base.

A proposta fica assim:

  • Médico de 33h
    Vencimento base: R$ 6.103,89
    Pae: R$ 3.418,81
    Total: R$ 9.522,70
    Gratificação: R$ 2,7 mil
    Total: R$ 12.222,70
  • Médico de 20h
    Vencimento base: R$ 3.608,33
    Pae: R$ 2.108,45
    Total: R$ 5.716.78
    Gratificação: R$ 1.638,00
    Total: R$ 7.354,78
  • Médico de 12h
    Vencimento base: R$ 3.430,02
    Pae: –
    Total: R$ 3.430,02
    Gratificação: R$ 982,8
    Total: R$ 4.412,82

 

X