Conselho do Magistério debate Fundeb e ações da categoria

A reunião do Conselho do Magistério do Sindiserv, realizada nesta quinta-feira (16/07), contou com a participação da técnica do DIEESE, Anelise Manganelli para abordar os principais aspectos da necessidade de votação pelo FUNDEB.

O encontro, conduzido pela presidente do Sindicato, Silvana Piroli, a diretora de educação, Rita Casiraghi Moschem e a diretora de saúde, Karina Santos, reuniu cerca de 70 representantes pela plataforma Zoom. Além do tema FUNDEB, que possui um importante papel na redução da desigualdade de recursos nas redes públicas de ensino, foram também debatidos assuntos como a LC 173/2020, que aumenta a verba para União, Estados e Municípios para enfrentamento da crise provocada pelo Coronavírus (Covid-19) e em contrapartida congela benefícios dos servidores. Foi abordado também o aumento da alíquota (14%) de contribuição ao FAPS, fruto da Reforma da Previdência e especialmente sobre os cuidados com a saúde dos profissionais da educação.

Fundeb

No primeiro momento da reunião, a economista do DIEESE, Anelise Manganelli, fez um breve relato da criação do FUNDEB e de como este fundo é composto. Abordou também a forma de distribuição, apresentando os valores que são repassados para o nosso município. A explicação pode ser acompanhada AQUI. A técnica alertou sobre a importância do mesmo e os impactos nefastos para a educação brasileira, caso não seja aprovado, ou se aprovado sem ampliação dos investimentos em educação.

Segurança

Silvana reforçou a adoção de medidas de proteção ao Covid-19 que devem ser adotadas nas atividades presenciais nas escolas. “Estamos em contato permanente com o Executivo buscando testes para os servidores municipais e, em especial, aqueles que tiveram contato com infectados pelo vírus. Os professores são muito organizados e certamente têm a clareza sobre os locais e pessoas com quem tiveram contato. Essa informações são muito importantes para identificar a origem e quais tipos de testes têm melhor aplicabilidade de acordo com o tempo e prazo de exposição”, informa.

Nomeações

Na reunião também foi discutida a da situação de muitos servidores da educação, os quais, durante este período, têm que dar aulas de disciplinas que não são de sua formação, porque a SMED não está possibilitando ampliação de jornada, nem nomeações. O SINDISERV encaminhou documento para o Prefeito, a SMED, a secretaria de Recursos Humanos e logística e CME, questionando isto.

CAE
O CAE solicitou indicação de um nome para substituir a representante dos docentes no Conselho. A professora Leide Borges de Carvalho dispôs-se integrar o Conselho e teve seu nome referendado pelo grupo. Além destes assuntos, foram divulgadas mais atividades que serão realizadas pelo sindicato, as quais podem ser acompanhadas pelas diversas mídias do SINDISERV.

Veja AQUI o conteúdo apresentado pelo DIEESE.

Saiba como ajudar na pressão aos deputados. AQUI

 

X