FAS comunica aquisições de EPI’s e ampliação das atividades presenciais

O Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul participou, nesta sexta-feira (29), de uma reunião na Fundação de Assistência Social (FAS) para apresentação das medidas protetivas aos servidores diante da necessidade de retomada em 100% das atividades, excluindo-se os trabalhadores com mais de 60 anos e pertencentes aos grupos de risco. “Por se tratar de um serviço essencial, a assistência que hoje opera com 50% do quadro funcional está com uma demanda muito grande e precisaremos do envolvimento de todos(as)”, ressaltou a presidente da FAS, Marles Estela Sebben.

Garantias de EPIS

Com a liberação de uma verba federal na ordem de R$ 1 milhão, a fundação comprometeu-se a adquirir EPIS (seis máscaras reutilizáveis para cada servidor, protetor acrílico, termômetros,  álcool em gel nos setores, aventais e jalecos). Para o secretário geral do Sindiserv, Valderês Fernando Leite, a classificação da atividade como essencial permite que a Fundação recrute toda a equipe, mas ressalta que os riscos de contaminação também serão ampliados e podem inativar um grupo inteiro de trabalho. “É um risco que a FAS precisa avaliar, além de estipular alternativas para caso o setor fique interditado”, destaca Leite.

Estrutura

O Sindiserv também cobrou melhorias na estrutura do POP RUA (antigo prédio do CAPS). A presidente da Fundação garantiu que as obras estão em fase de finalização com a revitalização do telhado, parte hidráulica e elétrica. “Faremos uma visita na próxima semana para verificar o andamento das obras”, assinala Valderês.

Também participaram da reunião o diretor do Sindiserv Eden Pires, o diretor administrativo da FAS Julio Cesar Silva, a diretora de Proteção de Média e Alta complexidade, Vanda Vitorazzi e a diretora de Proteção Social Básica, Ana Luiza De Bona Castellan Esquiam Viganó.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

X