Sindiserv questiona déficit divulgado pelo Município com base em dados apurados pelo DIEESE

O Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (SINDISERV) solicitou ao Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) a apuração da situação econômica do Município. De acordo com o relatório apresentado, o comprometimento com a folha de pagamento dos servidores ficou em 44,33%. O que indica que a despesa de pessoal está 6 pontos percentuais abaixo do limite prudencial que é de 51,3%.

Sobre a situação financeira, o Sindicato não acredita que as ações jurídicas decorrentes dos processos indenizatórios de 1/3 de férias e horas extras tenham onerado o município a ponto de colocar em risco o pagamento dos salários dos servidores. “Em 2018 e 2019 realizamos diversas reuniões as secretarias de Recursos Humanos e Finanças solicitando o provisionamento dos valores para pagamento das ações. Cerca de 70% dos processos de 1/3 de férias já foram indenizados”, destaca a presidente do Sindiserv, Silvana Piroli.

Quanto aos indicadores, a técnica do DIEESE, Anelise Manganelli, explica que o pagamento das indenizações não é uma novidade para o Município.  “A partir do que consta nos relatórios oficiais sobre a Leis de Responsabilidade Fiscal, o total gasto em 2019 com as despesas decorrentes de ações judiciais, é de R$ 12 milhões, o que equivale a 0,7 % da Receita Corrente Líquida”, salienta.

X