Sindiserv vai às ruas contra a exclusão

Sem fazer parte do desfile cívico e vestidos de preto, representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias do Sul (Sindiserv), participaram da 24ª edição do Grito dos Excluídos, logo após o desfile oficial de Sete de Setembro. Em conjunto com outros movimentos sociais, o Sindiserv alertou para o desmonte da classe trabalhadora, levantando a voz contra as terceirizações, sucateamento do SUS e pediu mais valorização do serviço público.

Conforme a presidente do Sindiserv, Silvana Piroli, com muito esforço e luta a categoria está conseguindo manter os direitos dos trabalhadores municipais, mas não pode fechar os olhos para os mais de 13 milhões de desempregados no Brasil. “Quando a saúde vai mal, a educação vai mal e não há investimento em serviço público de qualidade, todos se tornam excluídos”, pondera.

De acordo com a diretora de educação do sindicato, Rita Casiraghi Moschem, o Sindiserv envolveu-se na articulação e realização do Grito dos Excluídos  em Caxias para mostrar que a luta do servidor é a de todo o povo brasileiro. “O nosso recado foi dado: não aceitaremos passivamente esse ataque violento aos direitos do povo, estaremos sempre prontos”, destaca.

Relacionados:

X