Sindiserv reivindica soluções para Pronto Atendimento 24h

O Sindicato dos Servidores Municipais (Sindiserv), por meio da presidente Silvana Piroli, a diretora de Saúde, Fernanda Borckhardt e quatro delegados sindicais, esteve reunido na manhã desta quinta-feira (18.01) com o diretor geral do Pronto Atendimento 24h (PA 24h), Erico Jordani, com o objetivo de buscar soluções a adequação de recursos humanos para um atendimento com segurança além de questionar sobre as melhorias na área física do PA 24h.

De acordo com Fernanda, a proposta de manter o serviço com 82 técnicos atende os requisitos mínimos de atendimento com segurança nesses meses de verão, quando a tendência a ter uma procura menor pela população.

Na parte estrutural que envolve reformas nas tubulações de esgoto, parte elétrica, banheiros, rede de oxigênio e por fim, com menor urgência pintura do prédio, Jordani assumiu a responsabilidade pelas melhorias estruturais, garantindo que buscaria atuar em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), para atender a estas urgências até o mês de março. “Não foram realizadas licitações para reformas, pois havia a intenção de terceirizar o serviço e, com isso, seriam repassadas as necessidades para a empresa que assumiria. Mas vamos buscar alternativas”, assume Jordani.

Sobre o pedido de interdição pelo Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) Jordani, salientou que os problemas apontados pelo órgão não justificam a interdição e que não tem conhecimento da íntegra das acusações.

Na avaliação da presidente do Sindiserv, o encontro foi positivo na medida em que se percebe um esforço de buscar melhorias do serviço, para que haja um atendimento com mais qualidade para a população.

X