Sindiserv é contra a diminuição da carga horária de médicos

Após análise do Conselho Deliberativo entidade manifesta contrariedade a proposta feita pela Secretaria da Saúde

O Sindiserv entregou ao Prefeito Daniel Guerra nesta semana, uma carta manifestando sua contrariedade a proposta de diminuição da carga horária dos médicos do SUS, de 20 para 12 horas.

O documento originou-se dos apontamentos do Conselho Deliberativo da entidade, na semana passada. O entendimento dos delegados sindicais que representam os servidores de todas as secretarias e serviços do município é que o Sindiserv representa os interesses e lutas dos servidores municipais, defende o cumprimento do Estatuto, zela pela isonomia e luta por direitos e avanços das relações de trabalho.

Os conselheiros tomaram ciência do compromisso do governo municipal em rever a lei 409 e as adequações necessárias, e para isso, a entidade indicará representantes para a comissão paritária.

O tratamento diferenciado de uma parte do funcionalismo público rompe com os princípios da equidade e isonomia e desorganiza as relações profissionais, o que é prejudicial à categoria e combatido pela entidade,” comentou a Presidente da entidade Silvana Piroli.

A categoria iniciará campanha salarial unificada, a partir da assembleia geral, do dia 29 de março, às 18h30min, da qual todos os profissionais, das mais diferentes atribuições deverão estar presentes. As pautas específicas, como a questão dos médicos e um Plano de Carreira deverão ser discutidos pelo funcionalismo.

X